O projeto

Participante cego lê em Braille no painel da exposição temporária

Exposição temporária resultante do projeto

Este é um projeto de difusão de acervos museológicos, enquadrado no módulo dois do Edital ProAC nº 25/2013, tem como objetivo geral prover acessibilidade comunicacional para pessoas com deficiência visual e auditiva aos acervos do Museu da Imagem e do Som (MIS) de Campinas. A proposta, com duração de seis meses, a ser desenvolvida entre janeiro e junho de 2014, engloba as seguintes ações:

a)      Treinamento da equipe do Museu para atendimento de pessoas com deficiência;

b)      Produção e instalação de sinalização adaptada para pessoas com deficiência visual (piso tátil, mapas táteis e placas de sinalização em Braille);

c)      Produção de material educativo impresso acessível (folhas de sala e legendas impressas em Braille);

d)     Produção de áudio-guias para pessoas com deficiência visual e produção de vídeo-guia em LIBRAS para pessoas com deficiência auditiva, a serem disponibilizados na Internet e no Museu, para serem acessados por meio de tablets emprestados pelo Museu aos visitantes ou de celulares (smartphones) e tablets dos próprios visitantes, quando estes o possuírem;

e)      Desenvolvimento de ação educativa acessível, por meio da qual grupos de pessoas com deficiências terão acesso aos acervos do Museu e produzirão, através de uma curadoria participativa, uma exposição temporária acessível, que será inaugurada no MIS Campinas;

f)       Produção de maquetes táteis e reproduções em relevo e alto contraste de itens do acervo selecionados pela curadoria participativa para compor a exposição;

g)      Realização de dois workshops sobre acessibilidade em museus e centros culturais/ educativos, um na cidade de Campinas e outro disponibilizado para o SISEM-SP;

Disponibilização da exposição itinerante para empréstimos, gratuitamente, para escolas, centros comunitários, de saúde e de assistência social, pontos de cultura e outros locais na periferia da cidade de Campinas, sempre que solicitado, após o término da vigência do projeto.

Essas ações têm como objetivos específicos:

a)      Garantir que os acervos do MIS Campinas, disponibilizados em sua exposição de longa duração, possam ser difundidos de maneira ampla e igualitária junto à população de Campinas e região;

b)      Gerar oportunidades concretas para a participação e o protagonismo do público, em especial as pessoas com deficiência visual e auditiva, no espaço do Museu, reconhecendo sua autonomia, capacidade de criação e expressão e valorizando seus conhecimentos, numa perspectiva dialógica (como propõe o lema do movimento pela inclusão de pessoas com deficiência, “Nada sobre nós sem nós”);

c)      Traduzir em ações práticas a noção do museu como uma “instituição a serviço da sociedade e seu desenvolvimento”, conforme os princípios da Sociomuseologia e os fundamentos da Política Nacional de Museus, por meio de ações educativas que promovam a convivência entre grupos de pessoas com e sem deficiência e fomentem a sua valorização, o respeito mútuo e a igualdade de direitos;

Gerar e compartilhar conhecimento sobre processos de inclusão de pessoas com deficiência nos museus e centros culturais.

Anúncios